Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Visão Política

Porque a política têm que ser feita de verdades!

Visão Política

Porque a política têm que ser feita de verdades!

03.Jun.20

O mundo uma lição nos deu, mas será que a sociedade percebeu? | Opinião

Miguel MoreiraMiguel Moreira, PSD e Juventude Social Democrata

 

O mundo uma lição nos deu, mas será que a sociedade percebeu?

Se há coisa que a pandemia nos trouxe foi uma nova realidade. Famílias inteiras confinadas e confinadas ao teletrabalho, término das saídas à noite e tantas outras coisas. O ponto nevrálgico deste meu ensaio é tentar perceber se esta nossa sociedade percebeu a mensagem que esta pandemia nos quis deixar.

No período pré-pandemia, se é que posso intitulá-lo assim, os níveis de poluição do ar e dos oceanos era altíssimo, o ser humano tem destas coisas, por vezes é algo espantoso como logo a seguir pode ser espantosamente negativo. Posto isto, chegou a pandemia. Assolou muita gente e transformou o nosso quotidiano, porém, ao confinar as pessoas «limpou» o ar e limpou oceanos, fez coisas que, na pré-pandemia, eram impensáveis. Aos poucos, com o desconfinamento, regressa a poluição. Não com sacas de plástico ou  garrafas de água, mas sim com o que estamos a utilizar no tempo corrente, o material cirúrgico, como máscaras e luvas. Tudo isto para dizer e responder à pergunta maior deste ensaio de acordo com a minha opinião. Não mudamos. O cenário e o rasto deixados pelo ser humano são iguais! A única diferença são os intervenientes, ou seja, a pegada que deixámos na terra.

Para acrescentar a isto tudo, o mundo deu-nos uma oportunidade para, confinados, mudarmos alguns hábitos na nossa vida, mas não aceitamos nem pegamos nessa oportunidade. Baseando em notícias e estudos, os nossos hábitos alimentares estão piores, a nossa indiferença perante o planeta está a mesma, entre tantas outras coisas.

A questão busílis não está em nos preocuparmos connosco só, está sim, em percebermos que se tomarmos conta do que é nosso, estamos a proteger os outros e, por fim, a proteger nós mesmos.

Miguel Moreira

 

AJUDE NA LIBERDADE DE IMPRENSA

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.